terça-feira, 18 de outubro de 2016

Orgasmo feminino - Uma conquista


Falar de sexo, mesmo nos dias atuais, ainda é um tema que permeia o preconceito das pessoas em geral, independente de faixa etária, gênero ou classe social. Muitos são os que ainda confundem e pensam que quando se fala em sexo, se fala em pornografia, ou que isso remetesse à vulgaridade. Seja como for, falar da própria sexualidade, do sexo, do desejo e do orgasmo é algo impensável.
            Estima-se que pelo menos 50% dos casais sofrem com questões relacionadas ao sexo! Ter problemas com o sexo é não ter desejo, não ter orgasmo ou se encontrar impossibilitado de ter ou manter o ato sexual.
Falando um pouco da questão do orgasmo, mais precisamente do orgasmo feminino, a maneira como o assunto é tratado não é diferente. Um terço das mulheres não consegue ter orgasmo ou têm dificuldade em alcançá-lo. Muitas delas pensam: “Eu sou a única!”; “Nunca vou conseguir!”; “Meu marido não consegue me dar orgasmos!”. Nesse caso elas acreditam que se não sentem orgasmos é porque os maridos não souberam como fazê-las chegar lá!
            Como se dá o orgasmo então?
            O orgasmo é um dos ciclos da resposta sexual humana, ele vem depois do desejo e da excitação, é o clímax. É uma sensação extremamente agradável e prazerosa, da qual toda mulher deveria ter!
            Por que tantas mulheres não têm orgasmo? Por vários motivos: a) Ainda vivemos em uma sociedade repressora, que considera que as mulheres devem se preservar e que o direito de liberar as energias sexuais ficou apenas para os homens – mas as mulheres também sentem prazer, têm hormônios, têm libido; b) Muitas pessoas, por questões religiosas, consideram a masturbação um pecado; c) Ouvimos falar que nosso prazer depende dos homens – Nosso prazer não depende dos homens e nem está subordinado a eles – As mulheres precisam aprender que cabe à elas esse momento afortunado, mas elas não sabem como! Existem outros motivos e considero que o mais importante de todos é destacar que: d) As mulheres, diferentemente da maioria dos homens, não conhecem o próprio corpo, nunca se masturbaram, ou o fizeram em raras ocasiões; sentem receio, vergonha e medo em tocar o próprio genital.
            Os meninos se masturbam desde cedo, e desde cedo aprendem a ter orgasmos. Essa fase da resposta sexual humana talvez seja a mais simples para eles, depois eles vão se deparar com outras questões sobre sua sexualidade.
As mulheres ainda não conseguiram alcançar essa naturalidade que os homens têm em se masturbar, e talvez nem pense nisso como algo provável e de fundamental importância para que elas tenham o conhecimento do próprio corpo e das sensações que lhes são prazerosas. Elas ainda não entenderam que esse é o caminho de maior sucesso para se conseguir o tão desejado “orgasmo”!
A mulher precisa se tocar, precisa se masturbar para se conhecer e deixar de ter receio com o próprio corpo. Dessa maneira ela vai aprender a sentir prazer e poderá ensinar ou ajudar o seu parceiro a fazê-la sentir. A vagina faz parte do corpo tanto quanto os dentes, o cabelo e as unhas, e por que elas passam horas cuidando disso e não conseguem passar sequer um minuto olhando ou tocando a própria vulva?

Keila Oliveira 
Psicóloga
Sexóloga 
Terapeuta Sexual

3 comentários:

ANa disse...

Tenho 27 anos, entre os 20 e 26 tive um relacionamento sem graça por demais, tanto que é que perdi a virgindade com este parceiro. Após o término fiz algo que deveria ter feito antes me masturbei e fui descobrindo o que era prazer, pois meu ex-parceiro não conseguia me dar e também ele dizia que mulher n precisava se tocar. Agora com meu novo parceiro, ele já me viu eu me tocar e ele acha extremamente excitante quando o faço. Isso o deixa mais empenhando em me fazer ter um orgasmo, pois ele sabe que eu conheço um. Além de ter vários orgasmos seguidos...

Keila Oliveira disse...

Que maravilha! obrigada por compartilhar sua experiência

Luís disse...

Muito bom o artigo!

Programa da Pri desta Quarta 12.09