quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Tamanho não é documento!

     Em resposta à grande quantidade de emails que recebo sobre o tema, venho mais uma vez falar sobre os mitos na sexualidade masculina, mais especificamente sobre o tamanho do amigo "falo"!
     É sem dúvida a angústia de muitos homens, uns por serem pequenos, outros por temerem ser pequenos e uns tantos outros por quererem ser maiores do que são!
     O fato é que pênis muito grande igual àqueles de filmes pornôs são difíceis de se encontrar por aí!
     Grande parte das mulheres preferem excelentes preliminares do que um membro avantajado! Inclusive porque existem pesquisas que apontam que um número muito elevado de mulheres não conseguem ter orgasmo por penetração e sim por estimulação clitoriana. Outras tantas mulheres também sentem dor quando o pênis é muito grande!
     Falando mais seriamente, menos de 20% das mulheres se satisfazem com relação apenas por penetração e um número ainda menor relata sentir prazer com um gigantão! 
     Outro ponto é também em torno do sexo oral, até facilita para uma mulher fazer sexo oral num pequenino do que num grandalhão! concordam???
     O ponto central que colocam os homens em questão em relação ao próprio membro perpassam questões culturais, emocionais e de senso comum! Os gregos inclusive admiravam os pênis pequenos e isto está comprovado nas esculturas da época!
     Os homens precisam aprender a serem mais criativos na cama e nas preliminares e se preocuparem menos com tamanho e tempo de ereção!
     Sexo não é só penetração e tamanho não é documento que autentique masculinidade ou virilidade!      Precisamos acreditar mais no jargão que diz "antes um pequeno brincalhão do que um grande bobalhão!" 
     Não posso encerrar este assunto alertando para as falsas promessas de aumento peniano e cirurgias que fazem milagres! Acessórios que estimulam o crescimento, remédios e etc. Existem profissionais que mesmo qualificados para determinados assuntos, prometem mais do que o que realmente podem cumprir! Muito Cuidado!

Segue abaixo uma tabela de pesquisa brasileira sobre o tema:

Percentil Comprimento Circunferência
2,5% 10,5 9,5
5,0% 12 10
10,0% 12,5 10,5
25,0% 13,5 11,5
50,0% 14,5 12,5
75,0% 15,5 13,5
90,0% 16,5 14
95,0% 17 14,5
97,5% 17,5 15

FONTE: Eduardo Pagani, Liberato J. A. Di Dio, 2002

OBS A tabela deve ser consultada como segue: um paciente com pênis de 16,5 cm de comprimento ocupará o percentil de 90%. Isto significa que seu pênis será mais comprido do que 90% dos homens brasileiros e mais curto do que 10%. Os percentis 2,5% e 97,5% podem ser considerados os extremos mínimo e máximo da normalidade, respectivamente.


Keila Oliveira
Psicóloga
Sexóloga
www.sexologia-clinica.com

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Homens procuram mais por Terapia Sexual

Algo têm me surpreendido!

Chegam cada vez mais homens do que mulheres em busca de resolver conflitos e melhorar a vida sexual.
A proporção de homens no consultório é muito maior do que mulheres. O fato é que eles estão se preocupando cada vez mais com os relacionamentos, com o afeto, a busca por uma melhoria da qualidade de vida e manter o casamento!
Eles procuram inclusive convencer suas parceiras a buscar um tratamento que possa ajudá-las a obter orgasmo ou sentir mais desejo e prazer na cama!
Homens que se cuidam não perdem o melhor da vida!
Parabéns homens...

O Silêncio - sobre abuso sexual