quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Um PoUcO mAiS sObRe TrAnSeXuAlIdAdE

    Temas em Sexualidade são realmente cheios de dúvidas, angústias e questionamentos.
    A transexualidade realmente causa um sofrimento intenso, mente e corpo não se conectam
    As Leis que regulamentam a cirurgia de transexualidade ainda estão em constante mudança. Anteriormente, exigiam-se no mínimo 02 anos de acompanhamento psicoterápico até que a cirurgia de redesignação sexual fosse autorizada, entretanto o Conselho Federal de Medicina vem propondo alterações.
    O Hospital das Clínicas em São Paulo proporciona a cirurgia paga pelo SUS, contudo a fila de espera é ampla. Já na FAMERP, como se trata de um serviço particular, os procedimentos são menos burocráticos, entretanto isso não implica que a cirurgia seja feita quando o paciente quer, mas sim quando toda a equipe que acompanha o caso assim a autoriza.
    Em Natal, já é possível encontrar alguns transexuais na fila de espera para cirurgia de redesignação sexual. Entretanto é importantíssimo se ter em mente que, a redesignação sexual nunca será exatamente como é no biológico-fenotípico.
    Segue algumas referências que podem ajudar:
    No ultimo link, a referência é Maria Jaqueline Coelho Pinto, quem procura mais informações pode tentar enviar email pra ela. O email está disponível no site
    Para quem procura realmente a cirurgia de redesignação sexual já pode estar procurando acompanhado psicoterápico, não precisa necessariamente ser sexólogo ou terapeuta sexual, pode ser com psicólogo ou psiquiatra. A escolha por um desses profissionais ou especialistas fica a critério do paciente!.
    Ficamos a disposição para responder a mais dúvidas!

Nenhum comentário: