terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Sexualidade durante a gravidez

Gravidez é inevitavelmente um momento de grandes mudanças: mudanças corporais, hormonais, nos planos e metas.
Um casal que engravida pela primeira vez passa por diversos momentos, inicialmente a mulher apresenta enjôos, insegurança, felicidade, tristeza.
No homem, em alguns casos, inicia um misto de sentimentos em relação aquela mulher que antes era sua esposa, e agora passa também a ser mãe! Esse sentimento de maternidade na esposa causa às vezes insegurança e um certo afastamento sexual da esposa!
Paralelamente a isso a mulher, quando percebe esse distanciamento masculino, sente-se insegura e rejeitada.
O casal precisa estar bastante unido e sincronizado nesse objetivo que deve ser em comum: gerar um bebê, ter um filho!
Nos meses finais de gestação a insegurança e o medo em machucar o bebê, além dos incômodos causados pelo tamanho da barriga pode diminuir a atividade sexual do casal, principalmente porque as opiniões médicas em relação a abstinência sexual nas semanas finais de gestação ainda não entram em consenso, alguns médicos apontam a abstinência no ultimo mês de gestação, outros faltando 15 dias, outros com uma semana e alguns não colocam o casal em abstinência!
Após o nascimento do bebê, entra em ação a prolactina, que é o hormônio responsável pela produção de leite. A prolactina causa uma diminuição do desejo sexual na mulher, além do fato de um bebê recém nascido requerer muito cuidado, atenção e tempo da mãe. Todos esses fatores juntos só aumentam a falta de desejo na mulher. É preciso ter em conta ainda que para muitas mulheres, amamentar e cuidar do filho recém nascido é tido como um momento mágico e único na vida de uma mulher, ela quer aproveitar esse momento que sem sentir toma todo o tempo delas. Resta ao pai, companheiro, saber lidar com essa situação e compartilhar com a companheira esse momento mágico, vale frisar que, o homem que sabe tornar-se companheiro da mulher nesse momento será digno de respeito e devoção dessa mulher, quando ela estiver pronta a retomar suas atividades cotidianas!

Nenhum comentário: